Alberto de Sousa Oliveira

 
 
 





> Código de referência PT/AMLSB/ASO

> Data(s) 1985-2014

> Nome(s) do(s) produtor(es)
Oliveira, Alberto de Souza. 1945-, arquiteto

> História administrativa / biográfica

Carlos Alberto de Souza Oliveira, filho de Jorge Ribeiro de Oliveira e de Maria Isabel Braga de Souza Oliveira, nasceu em Lisboa, a 6 de fevereiro de 1945. Conhecido como Alberto de Souza Oliveira, estudou Arquitetura na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, onde concluiu a licenciatura em 1969. Tornouse Master of Architecture pela Louis Kahn´s Class de 1973, da Universidade de Pensilvânia, nos Estados Unidos da América.

A sua primeira experiência profissional ocorreu em 1967, no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), onde desenvolveu pesquisa sobre programas funcionais para edifícios públicos. Desde a conclusão da licenciatura que trabalha como profissional liberal. Nos anos de 1971-1972, esteve ao serviço da Câmara Municipal de Lisboa, colaborando na elaboração do plano diretor municipal. Pelo período de um ano, entre 1972-1973, trabalhou, enquanto arquiteto, no atelier de Louis Khan, em Filadélfia.

De regresso a Portugal, de 1975 a 1980, fez parte da equipa do Setor de Planos Habitacionais, do Ministério da Habitação e Obras Públicas, onde foi coordenador de projeto no Fundo de Fomento à Habitação. Integra o corpo docente da Faculdade de Arquitetura, da Universidade Técnica de Lisboa, desde 1985, e foi professor associado na Universidade Lusíada, de Lisboa, entre 1997 e 2015.

Destacou-se como autor de diversos projetos, nomeadamente, a remodelação e ampliação do mercado de Campo de Ourique (1980), o aquário do Funchal (1990), a residência universitária do campus de Campolide (1996), o Museu dos Coches (1996), a Faculdade de Direito do campus de Campolide (1998), o pavilhão da Portugal Telecom, na Expo 98 (1998), o campus universitário do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (1998), a sede do jornal Expresso (1999-2000), a casa do Cabo da Roca (2000-2002), o conjunto habitacional à beira rio (2002), a feira da Guarda (2003-2004), a Biblioteca e Arquivo Municipal de Lisboa (2004), o conjunto habitacional de Bucelas (2004), a quinta dos Olhos d’Água (2004), a casa evolutiva (2005), a herdade do Panasco (2005), o plano de pormenor do Alto de Campolide (2005), as casas de São Tomé e Príncipe (2006), a Escola Superior de Gestão, do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (2007), as casas de Matosinhos (2007-2009), as casas do Soyo Village (2007-2009), o Teatro do Bairro (2008), a casa pátio de Luanda (2010), a Lisbon Stone Block (2011), as casas da urbanização Vila Utopia (2011), a Biblioteca e Arquivo Municipal de Grândola (2012), a casa de Palmares (2012), a reabilitação do Campo das Cebolas (2012), a casa SW (2013), a Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (2015), a museografia em Serpa (2015-2016) e a reabilitação do Cineteatro Capitólio (2016).

Tem efetuado publicações como "Os projectos são oportunidades de investigar ideias” e "Lisbon Stone Block + Teatro do Bairro”. É membro da Ordem dos Arquitetos Portugueses e detentor de várias distinções: Prémio Thyssen (1996), 1.º classificado no Concurso Prémio Municipal de Arquitetura, das Caldas da Rainha (2005), 1.º classificado do Concurso de Ideias (2008) e Prémio Valmor (2016). Da sua autoria, contam-se ainda planos de urbanismo e de mobiliário.

> História custodial e arquivística

A documentação foi doada à Câmara Municipal de Lisboa, por Alberto de Souza Oliveira, autor e proprietário dos projetos, de forma faseada, entre 2015 e 2018. Atualmente, encontra-se à guarda do Arquivo Municipal de Lisboa, que a detém, em regime jurídico de usufruto e de propriedade.




pesquisa
 
AGENDA