Obras particulares

 
 
 

Processos de obras particulares

Os processos de obra particulares constituem a série mais numerosa e mais consultada pelos utilizadores do Arquivo Municipal, englobando a documentação respeitante a cada imóvel da cidade de Lisboa.
Um processo de obra particular inclui toda a documentação alusiva ao imóvel, desde a sua construção até a um eventual projeto de demolição total.

O primeiro processo de obra particular a ser constituído pela Direção dos Serviços de Urbanização e Obras da Câmara Municipal de Lisboa, iniciou-se com um projeto do Cine-Teatro Monumental, localizado na Praça Duque de Saldanha, datado de 12 de Novembro de 1943. Projetado pelo arquiteto Raul Rodrigues Lima e inaugurado a 14 de Novembro de 1951, foi demolido, após grande polémica, em 1984. Procurou-se que o processo de obra particular do Município de Lisboa a receber o número 1 fosse o de um edifício emblemático, neste caso, por onde passaram, entre o início dos anos 50 e 80, os grandes clássicos do cinema e os maiores nomes do teatro e da música portuguesa.

Entre os processos de obra particulares também importa destacar os respeitantes ao Prémio Valmor de Arquitetura, instituído desde 1902, que tem por finalidade premiar a qualidade arquitetónica dos novos edifícios construídos na cidade de Lisboa, e que, a partir de 1982, foi associado ao Prémio Municipal de Arquitetura, passando a denominar-se Prémio Valmor e Municipal de Arquitetura. 



AGENDA