Notícias do Arquivo | Julho/Agosto 2019

 
 
 

                                                                                                         Subscrever


Miradas Paralelas
Irão - Espanha: Fotógrafas no Espelho

A exposição Miradas Paralelas, congrega os olhares de um conjunto notável de fotógrafas espanholas e iranianas, que se apresentam ligadas (em pares) num diálogo de respeito e admiração.

Trata-se por um lado de um exercício de descoberta dos seus trabalhos e por outro, de um encontro que realça afinidades e trajetórias que cada uma optou por captar.

As imagens de Soledad Córdoba e Shadi Gadirian; Cristina García Rodero e Hengameh Golestan; Amparo Garrido e Rana Javadi; Isabel Muñoz e Gohar Dashti; Mayte Vieta e Ghazaleh Hedayah; María Zarazúa e Newsha Tavakolians, aproximam-nos das ideias de fragilidade e de resistência, e colocam-nos perante as histórias e vida dos seus protagonistas.

Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico
Rua da Palma, 246 - 1100-394 Lisboa

Inauguração: 25 de julho, 19h00
Exposição: de 26 de julho a 28 de setembro
Visita guiada por Zara Fernández: de 26 de julho, 11h
(mediante marcação prévia via telefone - +351 218 844 060 ou e-mail: arquivomunicipal.servicoeducativo@cm-lisboa.pt)
Entrada livre
HIKARI (luz, light) ペドロ・メデイロス
Exposição de fotografia de Pedro Medeiros

A exposição apresenta um conjunto de 50 imagens produzidas entre 2015 e 2017, período em que Pedro Medeiros viveu em Kyoto.

Desde o início, mais do que fotografar no Japão, ou constituir um arquivo de imagens dessa experiência, o objetivo assumido pelo autor foi o de produzir uma obra fotográfica, estabelecendo o preto e branco como linguagem estética.

Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico
Rua da Palma, 246 - 1100-394 Lisboa

Inauguração: 25 de julho, 19h00
Exposição: de 26 de julho a 28 de setembro
Entrada livre



Descobrir Lisboa Medieval
Pão, Carne e Água: Memórias de Lisboa Medieval

Como era o abastecimento à cidade de Lisboa na época Medieval? Que tipo de alimentos eram consumidos e como eram confecionados? Como se processava o comércio e como era regulado?

Esta e outras perguntas encontram a sua resposta na exposição "Pão, Carne e Água: Memórias de Lisboa Medieval" organizada em parceria com o Instituto de Estudos Medievais FCSH/NOVA, e que termina a 30 de agosto na Torre do Tombo.

Arquivo Nacional Torre do Tombo
Alameda da Universidade, Edifício da Torre do Tombo, 1649-010 Lisboa

Até dia 15 de julho - segunda a sexta-feira das 9h30 às 19h30 | sábados das 9h30 às 12h30. Encerra domingos e feriados.
A partir de 15 de julho - segunda a sexta-feira das 9h30 às 17h30. Encerra sábados, domingos e feriados.

Entrada livre

O Hospital Real de Todos-os Santos: a saúde e a cidade na época moderna
Número 11 disponível online

Está disponível online o número 11 da revista científica Cadernos do Arquivo Municipal. Dedicado ao Hospital Real de Todos-os Santos, conta com um destaque de Timothy Walker, artigos de Rita Luís Sampaio da Nóvoa, Rute Ramos, Javier Luis Álvarez Santos, Carlos Boavida, Hélia Cristina Tirano Tomás Silva e Tiago Borges Lourenço.

A documenta deste número transcreve alguns dos regimentos referentes aos oficiais mecânicos que se relacionam com cargos ligados à prática da medicina na cidade: boticários, cristaleiras, drogoeiros, sangradores e parteiras. A varia, da autoria de Adelaide Brochado, traz a público uma "Relação dos oficiais de saúde na cidade de Lisboa (1504-1775)". Este número conta ainda com as recensões de Aldrin Moura de Figueiredo, Alfons Zarzoso, Diana Martins e Nuno Fonseca.

Projetado de acordo com os ideais da Modernidade, o Hospital Real de Todos-Os-Santos foi o mais importante edifício público civil de Lisboa, um complexo que emergiu paulatinamente como plataforma giratória de saberes no contexto da expansão portuguesa, mas também uma das mais poderosas instituições da cidade.

Explorando a documentação do Arquivo Municipal de Lisboa, esta edição da revista, revisita as relações do Hospital Grande com a cidade, a gestão da saúde e os vários poderes ali sediados, complementando o conhecimento disponível com investigação atual.




Chamada para artigos
Bairros de Lisboa

Termina no final de julho o período de aceitação de propostas de novos artigos para o número 12 dos Cadernos do Arquivo Municipal, a publicar em dezembro de 2019, cujo tema é "Bairros de Lisboa".

Lisboa é muitas vezes entendida como uma "cidade de bairros” e o tema tem tradição na historiografia olisiponense, pelo que se pretende neste número explorar questões e domínios da história de Lisboa, urbanismo, arquitetura, limites e identidades, e permanências e ruturas.

Kevin Lynch, na sua obra A Imagem da Cidade, "enunciou aquela que será a melhor definição de bairro urbano: «na sua definição mais simples, é uma área de carácter homogéneo, reconhecida por indicações que são contínuas dentro desta área e descontínuas num outro local»."

Este número contará com a coordenação científica de Raquel Henriques da Silva e de Margarida Elias.

Data limite de entrega: 31 de julho de 2019
Informações: am.cadernos@cm-lisboa.pt | Telef. +351 213 807 100


Cinema VídeoOficina de Cianotopia
Dia Mundial da Fotografia - 19 de agosto

No âmbito da comemoração do dia Mundial da Fotografia, o Arquivo Municipal de Lisboa organiza uma oficina de cianotipia que pretende sensibilizar para as técnicas de impressão em suporte fotográfico.

A cianotipia é um dos primeiros processos de impressão fotográfica em papel do século XIX, através do qual a imagem fotográfica fica com uma cor dominante cyan.

Duração: das 10h00 às 12h30
Apresentação e orientação: Luís Pavão e Margarida Duarte

Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico
Rua da Palma, 246 - 1100-394 Lisboa

Marcação prévia
Telefone: +351 218 844 060 | Email: arquivomunicipal.servicoeducativo@cm-lisboa.pt
Acesso gratuito sujeito a marcação prévia

Documento do mês

Lisboa Medieval: posturas sobre a água
Proibição de lavagem de roupa e loiça no chafariz de Santa Maria da Oliveira da rua Nova

Muitas são as razões pelas quais o tema da água merece ser destacado, desde logo por ser um dos principais fatores de sustentabilidade de qualquer sociedade desde os seus primórdios. Por isso, este recurso natural, indispensável à vida, tem obtido desde sempre particular atenção do homem, nomeadamente no que diz respeito à água potável e sua salubridade.

Atento à importância dos documentos que tem à sua guarda sobre este assunto, o Arquivo Municipal de Lisboa, dedicou-lhe um núcleo na exposição "Pão, Carne e Água: Memórias de Lisboa Medieval" a decorrer no Arquivo Nacional Torre do Tombo, até 26 de julho de 2019.

No mês em que se encerra a referida mostra, destacamos um dos pergaminhos em exposição o qual revela uma das medidas tomadas pelo concelho de Lisboa em 1430, sobre o uso da água disponibilizada ao público no chafariz de Santa Maria da Oliveira da rua Nova, assim como as multas atribuídas em caso de incumprimento do estipulado.

Próximo mês
Tome notaTome nota
Topografias imaginárias
O som da cidade no cinema
Jornadas Europeias do Património
Visita guiada à exposição HIKARI (luz, light)

SítioFacebookEndereço eletrónicoInstagramTwitter

Câmara Municipal Lisboa | Direção Municipal Cultura | Departamento Património Cultural | Divisão Arquivo Municipal

AGENDA