Notícias do Arquivo | Junho 2019

 
 
 

                                                                                                                                                        Subscrever

e a tua marca!
Serviço Educativo marca presença na 89.ª Feira do Livro de Lisboa

De 29 de maio a 16 de junho de 2019 vai decorrer, no Parque Eduardo VII, 89ª edição da Feira do Livro de Lisboa.

Para além da leitura, o programa da Feira oferece atividades tanto para as famílias como para as escolas. O
Serviço Educativo do Arquivo Municipal de Lisboa vai estar presente com a atividade "Põe a tua marca!" para as famílias no dia 2 de junho às 14h00.

Para ti que gostas de ler, não podes perder esta oportunidade de fazer connosco um marcador para os teus livros favoritos, e "Põe a tua marca!" criando um selo pendente, tal e qual como nos documentos antigos guardados no Arquivo Municipal de Lisboa. Aparece e traz a tua família!

Feira do Livro de Lisboa 2019
Parque Eduardo VII - Stand BLX
2 de junho de 2019, 14h00
Entrada livre
O Hospital Real de Todos-Os-Santos: a saúde e a idade na Época Moderna
Número 11 ficará disponível online este mês

Com a coordenação científica de Edite Martins Alberto, o n.º 11 dos Cadernos do Arquivo Municipal, é dedicado ao Hospital Real de Todos-os-Santos. O número ficará disponível online a partir de dia 24 de junho.

Explorando a documentação do Arquivo Municipal de Lisboa, pretende-se revisitar as relações deste hospital com a cidade, a gestão da saúde e os vários poderes ali sediados, complementando o conhecimento disponível com investigação atual.



Chamada para artigos
Bairros de Lisboa

Encontra-se aberto o período de aceitação de propostas de novos artigos para o número 12 dos Cadernos do Arquivo Municipal, a publicar em dezembro de 2019, cujo tema é "Bairros de Lisboa".

Lisboa é muitas vezes entendida como uma "cidade de bairros” e o tema tem tradição na historiografia olisiponense, pelo que se pretende neste número explorar questões e domínios da história de Lisboa, urbanismo, arquitetura, limites e identidades, e permanências e ruturas.

Kevin Lynch, na sua obra A Imagem da Cidade, "enunciou aquela que será a melhor definição de bairro urbano: «na sua definição mais simples, é uma área de carácter homogéneo, reconhecida por indicações que são contínuas dentro desta área e descontínuas num outro local»."

Este número contará com a coordenação científica de Raquel Henriques da Silva e de Margarida Elias.

Data limite de entrega: 31 de julho de 2019
Informações: am.cadernos@cm-lisboa.pt | Telef. 213 807 100


Cinema VídeoSaudade de Pedra e Memórias de Lisboa Medieval
Duas exposições a descobrir

Quase a encerrar a exposição "Saudade de Pedra" de Jorge Guerra, a decorrer no Arquivo Fotográfico, na Rua da Palma, 246, propomos uma visita guiada por Jorge Calado, autor dos textos do catálogo da referida exposição. A mesma terá lugar no dia 26 de junho pelas 18h00.

Sugerimos ainda uma visita guiada à exposição "Pão, Carne e Água: Memórias de Lisboa Medieval", que está patente ao público no Arquivo Nacional da Torre do Tombo até 26 de julho, numa parceria com o Instituto de Estudos Medievais (IEM). As visitas podem ser individuais ou em grupo, e estão agendadas para os dias 3 e 17 de junho em vários horários.

Todas as visitas necessitam marcação prévia.

Mais informações
Telefone: 213 807 150/4 | Email: arquivomunicipal@cm-lisboa.pt
Acesso gratuito


Cinema Vídeo
Conversas foto-fílmicas
Com Rui Mourão

Para esta sessão o ciclo de conversas "Conversas foto-fílmicas", promovido pelo ICNOVA - Cluster em Estudos Visuais e Arqueologia dos Media, do GI de Cultura, Comunicação e Artes, vai decorrer nas instalações do AML | Videoteca.

Propomos um encontro com o artista Rui Mourão, cujo trabalho abrange a fotografia, a instalação, a performance e o vídeo, medium que constitui o corpo central do seu trabalho. Este parte muitas vezes de situações quotidianas reais, isoladas por via da imagem, abrindo nelas novos sentidos através de um processo de deslocamento e montagem. Nas palavras de Mourão, a sua pesquisa com a câmara busca "ora ligações, ora tensões entre o individual e o coletivo, a exceção e o sistema, o linear e o não-linear, a razão e a emoção, as palavras e os gestos, o passado e o presente, o ver e o ser visto, o Eu e o Outro”.

Sublinhando o carácter performativo das acções não-ficcionadas, a montagem das imagens de ações e dos seus movimentos ganha, então, uma dimensão coreográfica, a que talvez não seja alheio o facto de, antes de se tornar artista visual, Rui Mourão ter trabalhado sobretudo nas artes performativa.A conversa será moderada por Filipa Cordeiro e Maura Grimaldi.

A entrada é gratuita, sujeita ao número de lugares disponíveis. Inscrição prévia para o e-mail: clusterevam@gmail.com.

Arquivo Municipal de Lisboa |Videoteca
Largo do Calvário, 2- 1300-113 Lisboa
19 de junho, 18h00 - 19h30
Entrada livre
Documento do mês

Dia Internacional dos Arquivos
Colaboração do Arquivo Municipal de Lisboa na elaboração de um reportório internacional de inventários de arquivos impressos

A propósito do Dia Internacional dos Arquivos, assinalado a 9 de junho, o documento que selecionamos é um processo de secretaria de 1953. Nele é solicitada a colaboração do Arquivo Municipal de Lisboa para a organização de um repertório internacional do inventário de arquivos impressos por parte do Conselho Internacional de Arquivos (ICA).

A partir do mesmo documento sabemos que o Arquivo Municipal de Lisboa enviou o inventário impresso de toda a documentação que tinha à sua guarda na época.

A cooperação entre o ICA e o Arquivo Histórico da Câmara Municipal de Lisboa iniciou-se em 1951, dois anos antes deste pedido, com o envio da publicação do 1.º volume da revista Archivum: Revue Internacional des Archives, publicação anual desta organização. Podemos deduzir que o Arquivo Municipal de Lisboa terá sido associado desta instituição desde 1951 a 1999, data do último volume recebido e existente na nossa biblioteca de apoio.

Saber mais

Memórias de Lisboa Medieval

No secular acervo do nosso Arquivo, encontra-se, por exemplo, um importante conjunto de documentos da Idade Média referentes à cidade de Lisboa, que tem vindo a ser investigado nas últimas décadas.

Entre os interessados nesta temática encontram-se os investigadores do Instituto de Estudos Medievais (NOVA FCSH), cujos estudos contribuíram para a realização da exposição "Pão, Carne e Água: Memórias de Lisboa Medieval" a decorrer no Arquivo Nacional Torres do Tombo, numa parceria entre estas duas instituições.

O conhecimento da História Medieval resulta dos muitos estudos sobre este período, que têm sido partilhados através de diversas iniciativas, nomeadamente, em publicações. No "Vale a pena ler" de junho, o Arquivo Municipal de Lisboa traz a público alguns destes exemplares existentes na sua biblioteca, disponíveis ao público para consulta.

Próximo mês
Tome notaTome nota
Miradas Paralelas | Coletiva
Exposição de fotografia
Hikari de Pedro Medeiros
Exposição de fotografia

SítioFacebookEndereço eletrónicoInstagramTwitter
Câmara Municipal Lisboa | Direção Municipal Cultura | Departamento Património Cultural | Divisão Arquivo Municipal

AGENDA