Notícias do Arquivo | Maio 2021

 
 
 

© Arquivo Municipal de Lisboa
Lançamento de catálogo de fontes documentais

Ficará disponível em maio a edição online do catálogo de fontes documentais Das Invasões Francesas à Monarquia Constitucional.

Esta edição reúne informação da Chancelaria Régia e da Chancelaria da Cidade compulsada com o objetivo de divulgar documentos de atos administrativos produzidos ao longo do século XIX, no âmbito das competências da Câmara de Lisboa e que, não obstante as circunstâncias políticas e institucionais que os moldaram, espelham formas de atuação e procedimentos em matéria de gestão municipal.

A publicação decorreu de um trabalho prévio de seleção, análise e tratamento documental realizado em torno das iniciativas associadas às comemorações do bicentenário da Revolução Liberal, evocado em dezembro do ano transato, e visou contribuir para o subsídio e consolidação de abordagens multidisciplinares atinentes ao período cronológico que antecede, acompanha e procede a Revolução de 1820.
(...)


© CML | Departamento de Marca e Comunicação

Conversa | Oficinas de encardernação "Mãos que costuram e vestem livros"

Integrada na programação do Festival Internacional Literatura e Língua Portuguesa 5L,irá decorrer a 7 de maio pelas 17h30 na Livraria Ferin, uma conversa sobre oficinas de encadernação em Lisboa, onde será apresentado um excerto do documentário que está a ser produzido pela Videoteca "Mãos que costuram e vestem livros". A conversa terá a participação de Andreia Tibério dos Santos, da Oficina Arte no Livro, de Fernando Carrilho, coordenador da Videoteca, e Luís Martins, investigador do Instituto de Estudos de Literatura e Tradição (IELT) da NOVAFCSH.

Este documentário resulta de uma parceria entre o Arquivo Municipal de Lisboa e o IELT
, que tem por objetivo levar a cabo um estudo sobre os procedimentos técnicos de encadernação e ornamentação / douração do livro em Lisboa. Através deste estudo pretende-se identificar as oficinas e os artesãos que historicamente se dedicaram ao ofício na cidade, os artesãos que exercem atualmente a profissão, as técnicas que aplicam e como foram e são ensinadas.

Atendendo à limitação da lotação da sala, esta iniciativa terá apenas transmissão online através do youtube.(...)


© Arquivo Municipal de Lisboa
Desenhos de Cassiano disponíveis em puzzle

Em 2020, assinalámos os 50 anos da morte do arquiteto Cassiano Branco com um conjunto de iniciativas a que chamámos Olhar Cassiano. Nesse seguimento ficaram disponíveis para aquisição três puzzles baseados nos desenhos dos projetos que realizou para o cinema Éden e para as casas tradicionais do Portugal dos Pequenitos. Os puzzles variam entre as 36 e as 500 peças, consoante o público a que se destinam.

Os puzzles podem ser adquiridos nas nossas instalações, ou podem ser enviados pelo correio se for para outro ponto do país. Para saber mais informações envie-nos um e-mail.


© BIP/ZIP

Concurso de Fotografia | "O meu bairro é Lisboa"

O Programa BIP/ZIP - Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária está a assinalar os seus 10 anos. O Arquivo Fotográfico associou-se a estas comemorações apoiando a realização de um desafio fotográfico sobre os bairros da cidade, intitulado"O meu bairro é Lisboa”. Asnormase a ficha de inscrição estão disponíveis no sítio do BIP/ZIP. As inscrições decorrem até 20 de maio.

Os residentes são desafiados, num primeiro momento, a fazerem uma recolha de fotografias do seu bairro, na
base de dados do Arquivo e, num segundo momento, a fazerem as suas próprias fotografias do bairro, submetendo-as a concurso.

"O Programa BIP/ZIP – Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária de Lisboa foi criado em 2011 pela autarquia como um instrumento de política pública municipal, que visa dinamizar parcerias e pequenas intervenções locais de melhoria dos "habitats” abrangidos, através do apoio a projetos levados a cabo por juntas de freguesia, associações locais, coletividades e organizações não-governamentais, contribuindo para o reforço da coesão socio-territorial no município." (...)


© Arquivo Municipal de Lisboa, Fernando Martinez Pozal | Vendedor ambulante de lotaria, Lisboa 1949

Serviço Educativo | 'Que fiz eu?' - atividade para séniores

No mês em que é celebrado o Dia do Trabalhador é importante lembrar o valor do trabalho e reconhecer a importância do conhecimento e da experiência dos mais velhos.

Assim, na atividade "Que fiz eu?" destinada ao público sénior, o Serviço Educativo propõe uma conversa informal sobre a sua profissão. O que fazia? Onde trabalhava? Quais os seus instrumentos de trabalho? Mostre-nos as suas fotografias... de certeza que temos mais no nosso acervo para lhe mostrar sobre a sua e outras profissões. A partir da voz de trabalhadores anónimos, vamos descobrir como se trabalhava em Lisboa e conhecer as profissões a que dedicaram a sua vida.

Para os que preferem atividades ao ar livre, fica a sugestão de
Explorar a Cidade através de um percurso pedestre pela freguesia ou bairro de Lisboa, num encontro entre o passado e o presente, através das histórias que os participantes têm para nos contar!

Se trabalha numa instituição de assistência à terceira idade, Universidade Sénior, Centro de Dia ou Lar e gostaria de agendar estas ou outras atividades, contacte-nos através de
email.

Venha conhecer-nos e partilhar as suas memórias.
(...)


© Arquivo Municipal de Lisboa, cartaz Porto Sandeman


Documento do mês | Cartaz "Porto Sandeman"


Os cartazes são meios de comunicação que permitem uma rápida transmissão da mensagem, tendo sido utilizados ao longo do tempo, para os mais diversos fins. Na coleção do Arquivo Municipal de Lisboa é possível consultar um conjunto variado de cartazes publicitários entre os anos de 1939 e 1949, utilizados na promoção de vários tipos de atividades e produtos como bebidas, produtos de beleza, de higiene ou de limpeza, vestuário, saúde e tabaco entre outros.

O cartaz comercial ou publicitário está relacionado com as atividades económicas, serviços e atividades lucrativas, a fim de promover o consumo. De um modo geral, a sua evolução está em sincronia com as necessidades de comunicação, desenvolvendo-se ao ritmo dos movimentos artísticos e relacionando-se diretamente com o avanço dos sistemas de impressão.

Este mês selecionamos o cartaz "Porto Sandeman", visado pela Censura Ortográficada Câmara Municipal de Lisboa, a 14 de maio de 1949, que funcionava, à data, na Secção de Propaganda do Pelouro dos Serviços Culturais, com o objetivo de uniformizar todos os letreiros existentes na via pública da cidade.
Nele se destaca a figura "The Don”, o emblemático ícone da Sandeman, criado em 1928 por George Massiot-Brown. (...)



No próximo mês...

  • Dia Internacional dos Arquivos - 9 de junho
  • Livro Carmesim - conferência de lançamento de edição impressa e transcrita

SítioFacebookEndereço eletrónicoInstagramTwitterYoutubeVimeo
Se não visualizar corretamente, cliqueaqui

Câmara Municipal Lisboa | Direção Municipal Cultura | Departamento Património Cultural | Divisão Arquivo Municipal

pesquisa
 
AGENDA