Notícias do Arquivo | Setembro 2021

 
 
 


Próximas exposições© Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico

Arquivo Fotográfico apresenta novas exposições

"Homem morto passou aqui" de Valter Vinagre e "Aqui Lisboa: anos 80" de José Vieira Mendes inicialmente previstas para 4 de fevereiro, as exposições tiveram de ser adiadas, pelo agravamento da pandemia.

"Paperworks (See/Sea)" de Maija Annikki Savolainen exposição incluída na 3ª edição do Festival Imago Lisboa.
As exposições abrem ao público a 30 de setembro e ficam patentes até 28 de janeiro de 2022, com entrada livre, seguindo todas as normas da Direção Geral da Saúde.(...)

Retrato feminino, c. 1850©João Neves, Mural / Marvila (pormenor), 2020

Lançamento | 'Eu nem sabia que Marvila existia'

No âmbito da Feira do Livro de Lisboa, vai ser apresentada no dia 2 de setembro pelas 18h30, no Espaço BLX (Bibliotecas de Lisboa), uma publicação que resulta de um conjunto de encontros que decorreram em Marvila, entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020, organizados no âmbito do terceiro momento do ciclo O que é o Arquivo? (laboratório Cidade/Arquivo: espaço expectante) e da terceira edição da TRAÇA – mostra de filmes de arquivos familiares.

Com a participação de moradores e de investigadores de diversas áreas de trabalho (como o urbanismo, a arquitetura, a filosofia ou a história), 'EU NEM SABIA QUE MARVILA EXISTIA' propõe um trajeto pela maior mas também das mais desconhecidas freguesias de Lisboa: Marvila. O texto remonta as conversas entre estes diversos intervenientes, que tiveram lugar ao longo de dois anos em diversos bairros desta freguesia, como se de uma única conversa, sem princípio nem fim, se tratasse. Uma conversa que projeta na paisagem do presente os múltiplos e complexos passados, e os futuros possíveis, de Marvila.
(...)

© Valter Vinagre - Sem título/untitled #12. Roliça, Portugal. 17 de Agosto de 1808. 06h15.Da série "Homem morto passou aqui" 2014-2018

Homem Morto Passou Aqui | Valter Vinagre 
"Homem morto passou aqui", é resultado de um trabalho de cerca de cinco anos de Valter Vinagre realizado em Portugal – território preferencial e recorrente dos seus projetos fotográficos –, como palco dos diversos confrontos ocorridos durante as Invasões Francesas.

Utilizando a paisagem para fazer a reconstituição de um legado histórico perdido na memória coletiva, o autor retrata os vários eventos das Guerras Peninsulares, ocorridos de Norte a Sul do país. Almeida, Bussaco, Chaves, Porto, Amarante, Évora e Olhão, juntamente com as Linhas de Torres Vedras, foram alguns dos locais fotografados ao longo desse tempo e respeitando o calendário dos acontecimentos que fizeram a história das três Invasões. (...)


©José Vieira Mendes, Feira da Ladra, 1982-83


Aqui Lisboa: Anos 80 | José Vieira Mendes

A exposição "Aqui Lisboa: anos 80" revela imagens de Lisboa, num registo onde se realçam sobretudo as pessoas, as suas ações e os seus gestos.
O autor, expresso "apaixonado por Lisboa desde sempre", selecionou estas imagens de um vasto conjunto realizado entre 1982/83 capturado pela a sua primeira câmara fotográfica reflex, 35 mm que ainda conserva.

Esta mostra fotográfica que conta com a curadoria de Sofia Castro, retoma de certa forma, o quotidiano e vivências da cidade neste período de tempo, na perspetiva do olhar de quem "… acordava de madrugada e deambulava pela cidade, para fotografar alguns bocados duma Lisboa, que ia resistindo com dolência ao fulgor dos anos 80 e ao impulso das mudanças dessa década fulgurante, logo após a Revolução de Abril."
(...)


Crianças com balões, 192- © Arquivo Municipal de Lisboa | Joshua Benoliel, Visita de João Franco ao Porto. A multidão apinhada nas escadas da igreja de Santo Ildefonso, (pormenor) 1907

Serviço Educativo | Descola

As férias escolares estão prestes a terminar e a escola a reabrir, mas para o Serviço Educativo (SE) isso não é problema.

Já se encontram disponíveis as atividades educativasdo SE no site para marcação a partir de setembro através do email arquivomunicipal.servicoeducativo@cm-lisboa.pt.


Relembramos que a realização das atividades pode ter lugar na escola ou no arquivo conforme desejarem. E, ainda algumas podem realizar-se à distância, como por exemplo as oficinas sobre a bandeira municipal, a conquista de Lisboa aos mouros, o terramoto de Lisboa de 1755 ou a revolução republicana.


Sugerimos ainda a visualização do tutorial Passo a passo pelo bairro da minha escola: Transformações e permanências que permite realizar esta oficina de forma autónoma recorrendo aos documentos do Arquivo Municipal de Lisboa.


Chamamos a atenção para o programa DESCOLA no qual o Serviço Educativo do Arquivo Municipal tem um papel ativo. Promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, o DESCOLA estabelece uma relação entre a cultura e a educação formando uma estreita ligação entre as escolas e os equipamentos culturais da cidade. (...)


Crianças com balões, 192-© Arquivo Municipal de Lisboa | Mesas de voto instaladas no átrio principal da Câmara Municipal de Lisboa, para as eleições autárquicas, 16-12-1979


Documento do mês | A liberdade de poder decidir!

Derrubado o Estado Novo em 25 de abril de 1974, a realização de eleições livres foi uma das promessas que o Movimento das Forças Armadas (MFA) fez na sua primeira Proclamação, reafirmada no Programa do MFA e, mais tarde, no Plano de Acção Política do MFA, aqui, de uma forma mais explícita, ao valorizar a importância de partidos políticos e o seu contributo na educação do povo no exercício cívico da política e a obrigação do respeito pelos resultados eleitorais.

No mês da realização das eleições autárquicas de 2021, este documento apresenta-se como testemunho da afirmação da Democracia pluripartidária e da importância da participação de todos os cidadãos no direito de votar.
(...)



Em outubro...

  • |a imagem contextualizada|


SítioFacebookEndereço eletrónicoInstagramTwitterYoutubeVimeo
Se não visualizar corretamente, clique aqui

Câmara Municipal Lisboa | Direção Municipal Cultura | Departamento Património Cultural | Divisão Arquivo Municipal

pesquisa
 
AGENDA