PANORAMA | 3ª Mostra do Documentário Português

 

Categorias

Publicações PANORAMA

  • PANORAMA | 3ª Mostra do Documentário Português 1
 
 

PANORAMA | 3ª Mostra do Documentário Português



PANORAMA | 3ª Mostra do Documentário Português
2009


Disponível em formato PDF (envio mediante pedido via e-mail)


"Como se faz o documentário português? O tema central desta terceira edição incide agora na produção. Como é produzido o documentário em Portugal e de que forma a sua natureza experimental e o seu campo artístico, avesso a formatações e a regras, se coaduna com as exigências comerciais? Como conseguem os produtores e os realizadores conjugar profissionalmente espaços de liberdade criativa com objectivos concretos de financiamento, produção, exibição e distribuição? O que é uma produção criativa? Onde estão e em que consistem as novas ideias de produção? Mais do que sublinhar as usuais problemáticas conjunturais, propomos uma reflexão sobre a forma como os criadores estruturam o seu processo produtivo no meio das mesmas.
A presença de António Campos na rubrica Percursos no Documentário Português não é alheia a esta temática. Cineasta emerso maioritariamente no cinema amador, nunca se rendeu perante os obstáculos, empenhadamente engendrou os seus próprios processos produtivos em consonância com a sua liberdade criativa, deixando-nos um património fílmico ímpar, indiscutivelmente de autor. Haverá obra artística sem sacrifício?”
(Fernando Carrilho, no texto de introdução)
 
Para explorar as problemáticas inerentes à produção, lado mais oculto, invisível da criação cinematográfica, publica-se neste caderno uma reflexão introdutória com base numa pequena pesquisa teórica (inclui sugestões de leituras sobre o tema) onde se chega à conclusão que falar de produção é falar de trabalho – e por isso pensar a produção é pensar todas as questões políticas, económicas, sociais, que estão implicadas no pensamento sobre o trabalho. Segue-se um conjunto de testemunhos de cineastas sobre os seus processos de trabalho que nos mostram de que maneira essas questões são vistas em filmes específicos. Nestes acedemos ao processo de construção de A Dama de Chandor (Catarina Mourão), Balaou (Gonçalo Tocha), Nikias Skapinakis: O Teatro dos Outros (Jorge Silva Melo), O Jardim (João Vladimiro), & Etc (Cláudia Clemente). Publica-se ainda uma entrevista que Tue Steen Müller deu ao PANORAMA sobre a situação de Portugal na Europa ao nível da produção documental, e alguns apontamentos sobre "estruturas de produção do documentário português” parte de uma investigação desenvolvida por Fernando Carrilho.
Para acompanhar a obra de António Campos publicam-se textos de António Loja Neves, Augusto Mota, Maria Clementina Reis Jorge da Silva (dois companheiros intensos da vida de António Campos), e uma análise de Manuela Penafria (parte da investigação que desenvolveu na sua tese de doutoramento sobre a obra do cineasta). Finalmente as fichas completas e fotografias de rodagem dos filmes programados nesta retrospectiva: A Almadraba Atuneira, A Festa, Falamos de Rio de Onor, Gente da Praia da Vieira, Histórias Selvagens, Um Tesoiro, Vilarinho das Furnas.
Publicam-se, claro, as fichas completas dos filmes programados, e um inventário dos documentários produzidos em Portugal em 2008.
 
Publicação disponível para venda na videoteca.

Preço: € 5,05
 
Sugira a um amigo

Não possui comentários. Envie o Seu !

pesquisa
 
AGENDA