Agenda

 
Anónimo
2016-09-22 2016-12-31
Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico





Anónimo
José Luís Neto

Não há, é claro, um único enquadramento que tenha sido decidido pelo posicionamento de personagens nas ruas, pelo que as pessoas surgem muitas vezes desfocadas, de contornos diluídos (só o parado ficaria nítido), muito afastadas e no limite do desaparecimento – umas manchas, apenas. São justamente estas manchas, constituídas por pessoas muitas vezes alheias ao trabalho do fotógrafo e captadas sem a intenção do fotógrafo, que José Luís Neto decidiu isolar […] – aquelas manchas, isoladas e ampliadas, vêm atribuir farrapos de narrativa às limpas imagens originais, retirando-lhes, através de uma estética do detalhe, o aparentemente exclusivo carácter documental.


Ricardo Nicolau
(texto apresentado no âmbito da LisboaPhoto 2005, adaptado e revisto segundo o acordo ortográfico)



English version

It is clear that there is not a single composition that has been decided by the positions of the people in the streets, and the people are often therefore out of focus, with fuzzy outlines (only those who are still are clear), very distant and about to disappear – just blurs. It is precisely these blurs, these people who frequently had nothing to do with the work of the photographer and were unintentionally captured in the image, that José Luís Neto decided to isolate […] – those blurs, isolated and enlarged, bring scraps of narrative to the sharp original images, depriving them – through an aesthetic of detail – of their apparently exclusive documentary nature. 


Translation: Chloë Parrott


Inauguração 22 de setembro 18h30

De 23 de setembro a 31 de dezembro






Apoios Support

  
 


 

AGENDA