Agenda

 
Lisboa uma grande surpresa
2016-09-22 2016-12-31
Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico






Lisboa uma grande surpresa
Arthur Júlio Machado
José Candido d'Assumpção e Souza

O Fundo Antigo do Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico, de que é representativa a exposição lisboa uma grande surpresa, documenta a memória da cidade, através de vistas, ruas, praças e monumentos ao longo de dez anos (1898-1908).

Os autores, anónimos durante cerca de um século apesar das diversas pesquisas realizadas, são atualmente conhecidos e apresentados nesta exposição. Trata-se de José Candido d’Assumpção e Souza (1856-1923) e de Arthur Júlio Machado (1867-1947), ambos desenhadores na Câmara Municipal de Lisboa, cuja proposta para fotografar os prédios da cidade foi encontrada num requerimento de 20 de Julho de 1898, no decurso de um trabalho de investigação, que permitiu aferir a autoria dos negativos e compreender o contexto de produção.

Há uma intenção clara de inventariar, mapear, cartografar e fotografar no levantamento prédio a prédio, assim como noutros registos a decorrer na cidade da época, discutidos e apoiados pela Câmara, acompanhando as tendências europeias de modernização da cidade.

A exposição lisboa uma grande surpresa é acompanhada por um catálogo onde se apresenta parte deste fundo documental e que será lançado durante o período da exposição.



English version

The Fundo Antigo collection of the Lisbon Municipal Photographic Archive, of which the exhibition "Lisboa, uma grande surpresa” (Lisbon, a great surprise) displays a selected sample, clearly expressed this intention in the systematised approach that was developed over ten years (1898-1908).

The authors of these photographs, who, despite the various research efforts that were made to discover their identity, remained anonymous for roughly a whole century, are now known and are presented at this exhibition. They are José Candido d’Assumpção e Souza (1856-1923) and Arthur Júlio Machado (1867-1947), both of whom were employed as draughtsmen by the Lisbon Municipal Council, whose proposal to photograph the city’s buildings was discovered, in the course of another research work, in a request dated 20 July, 1898, making it possible to identify the authorship of the negatives and to understand the context of their production.

There was a clear intention to inventory and map the city through the use of cartography and photography, in a survey conducted building by building, as well as through other records being made in the city at that time, which were discussed and supported by the Council, in keeping with the European trends towards the modernisation of cities.

These elements are duly documented in the catalogue that accompanies the exhibition lisboa uma grande surpresa about the Fundo Antigo collection.


Translation: John Elliot

De 23 de setembro a 31 de dezembro







Apoio Support


  



 

AGENDA