Henrique Lopes de Mendonça

Henrique Lopes de Mendonça


Data: [ant. 1931]
Código de referência: PT/AMLSB/ACU/001958


Henrique Lopes de Mendonça nasceu em Lisboa, em 2 de fevereiro de 1856, onde faleceu em 24 de agosto de 1931. Conciliou a sua carreira na Marinha com a carreira de escritor (a sua grande paixão). Fez uma intensa produção literária que lhe conferiu competência para ser presidente da Academia das Ciências de Lisboa. Reformou-se da Marinha, com a categoria de capitão-de-mar-e-guerra, em 25 de maio de 1912. 

Especializou-se em história naval, do que resultou, em 1872, a publicação de Estudos sobre Navios Portugueses nos Séculos XV e XVI. As suas características como poeta são também notáveis, foi por isso, o autor da letra do Hino Nacional, A Portuguesa, cuja música foi da autoria de Alfredo Keil. Em 1894, com a obra, Os Órfãos de Calecute, cultivou o romance histórico. Foi também autor teatral escrevendo a peça A Noiva, levada á cena em 9 de fevereiro de 1884, A Morta, da que recebeu, em 1888, o Prémio D. Luís. Contudo, as suas peças naturalistas, Nó-Cego e Azebre, escritas em 1905, são consideradas o melhor da sua produção dramática.




Bibliografia:

OLIVEIRA, Leonel de (coord.) – Portugal século XX: portugueses célebres, Lisboa: Círculo de Leitores, 2003.





pesquisa
 
AGENDA