Sofia Dinger

 
 
 
 


SOFIA DINGER frequenta o mestrado em teatro na escola Das Arts, em Amesterdão. Tem investido continuamente em formação adicional com pessoas como Rogério de Carvalho, João Fiadeiro, Carlota Lagido, Ângela Schanelec, Olga Mesa, Beatriz Batarda, Vera Mantero, Miguel Loureiro, Thomas Richards, Jonathan Burrows, Kassys... Sofia criou e interpretou Grande Ilusão (Temps d’Images, 2014), Nothing’s ever yours to keep (Maria Matos Teatro Municipal, 2011) e Noites Brancas (parceria com Paula Diogo e Mónica Calle para o Festival de Almada, 2013). Enquanto intérprete trabalhou com Mónica Calle, Blitz Theatre Group, Sara Carinhas, Rui Catalão, Teatro do Vestido, Francisco Salgado. Em cinema, cruzou-se com realizadores como Leonardo Mouramateus, André Lage, Paulo Menezes e Pedro Filipe Marques. Recebeu o Prémio Bernardo Santareno, na categoria de atriz revelação (2011) e uma menção honrosa pela performance na curta-metragem Lullaby (André Lage), na 16ª edição do Festival de Cinema Luso Brasileiro de Santa Maria da Feira. Em 2013, integrou o laboratório Try Angle e em 2015, ingressou no 1Space, projecto entre Portugal, Congo, Palestina e África do Sul no qual conheceu Faustin Linyekula, Jozef Wouters, Tony Chakar. São tantas as pessoas. Anda às voltas pelo mundo.


Performance TRAÇA: Histórias de um amor

AGENDA