Junho 2015

 
 
 
 
1º prémio 1954 - Bairro de Campo de Ourique




Tronos de Santo António


Autor: Serôdio, Armando. 1907-1978, fotógrafo
Título: Concurso dos tronos de Santo António | 1.º Prémio 1954 - Bairro de Campo de Ourique
Data: 12 junho 1954
Cota: N20613

A tradição popular dos tronos de Santo António remonta ao século XVIII e surgiu como forma de pedir esmolas para ajudar a reconstruir a igreja de Santo António, bastante destruída pelo terramoto de 1755. Estes tronos, que simbolizavam um pequeno altar onde constava a figura de Santo António, eram precariamente construídos pelas crianças dos bairros próximos daquela igreja à porta de suas casas ou pelas ruas, apelando o auxílio dos transeuntes.

Mas a tradição dos tronos de Santo António, a pouco e pouco foi caindo em desuso, por isso, em 1949, para revigorar esta tradição popular, a Câmara Municipal de Lisboa promoveu o primeiro concurso dos tronos de Santo António entre as crianças dos bairros de Alfama, Bairro Alto, Madragoa e Mouraria.

Aquele concurso teve como sede a Repartição dos Serviços Culturais, no Palácio Galveias. Os tronos concorrentes, que possuíam obrigatoriamente a figura de Santo António, foram montados na via pública, sem prejuízo do trânsito, não lhes sendo permito pedir esmola, e estiveram em exibição, entre 10 às 17 horas, nos dias 12 e 13 de junho.

Os sessenta e quatro tronos concorrentes, montados em estrados ou em bancos, nas soleiras das portas e em vãos de janelas, foram apreciados por um júri constituído pelo vereador Dr. Américo Cortês Pinto, pelo Diretor dos Serviços Centrais do Município, Dr. Jaime Lopes Dias, por dois etnógrafos e pelos representantes do grupo Amigos de Lisboa e da Federação das Sociedades de Educação e Recreio. Neste concurso, no qual não houve primeiro prémio, foram atribuídos 400$00 ao 2º prémio, 200$00 ao 3º prémio, nove prémios de 100$00 e vinte e quatro prémios de 50$00.

Nos anos seguintes, a participação no concurso dos tronos de Santo António alargou-se a outros bairros, tal como revela a imagem em destaque da autoria de Armando Serôdio (1907-1978), que mostra o trono vencedor do 1º prémio no ano de 1954, pertencente ao bairro de Campo de Ourique. Todavia, este trono foi construído além do tradicional, os simbólicos tronos compostos apenas com algumas pequenas figuras, e evocou vários episódios da vida de Santo António – pregação aos peixes, o milagre de salvar o pai da forca, o milagres da bilha partida – movidos por um pequeno motor. Estas características fizeram dele um sucesso provocando uma constante romaria a Campo de Ourique, tendo sido necessária a intervenção da polícia para organizar as filas que lá se formavam tanto de dia como de noite para o admirar.

Além desta imagem, o Arquivo Municipal de Lisboa possui uma coleção de fotografias dos tronos de Santo António desde a primeira década do século XX e disponibiliza na sua Biblioteca a Revista Municipal que aborda em vários anos os concursos realizados promovidos pela Câmara Municipal de Lisboa, contribuindo para o estudo desta tradição lisboeta.


Pesquise imagens na base de dados do Arquivo Municipal de Lisboa utilizando as palavras-chave: Trono de Santo António

 

Bibliografia:

Revista Municipal. Nº 41. Lisboa: Câmara Municipal, 1949.
Revista Municipal. Nº 61. Lisboa: Câmara Municipal, 1954.


AGENDA