Diogo Álvares

 
 
 
Diogo Álvares

DIOGO ÁLVARES
(1432-1437) 

Tabelião público em Lisboa por autoridade do rei 

Sinal: AML-AH, Livro II de D. João I, doc. 44


Designação:

  • "tabaliom plubrico por autoridade em essa meesma [cidade de Lisboa]” (AML-AH, Livro II de D. João I, doc. 44).
  • "tabaliam plubrico por outoridade d´el rey meu senhor em a dicta cidade [de Lisboa]” (AML-AH, Livro I de Místicos, doc. 18).
  • "tabaliam plubrico por outoridade d´el rey meu senhor em a dicta cidade [de Lisboa]” (AML-AH, Livro I de Místicos, doc. 19)
  • "tabaliam plubrico por autoridade d´el rey meu senhor em a dicta cidade [de Lisboa]” (AML-AH, Livro I de Místicos, doc. 20).
Intervenções:
  • 1432, Junho, 11, Lisboa, Paço dos Tabeliães – Escreve e valida o traslado em pública-forma, solicitado por Martim Alho, de uma carta de D. Juan I de Castela pela qual bania o corsário Gonçalo Correia, acusado de atacar interesses portugueses (AML-AH, Livro II de D. João I, doc. 44).
  • 1437, Junho, 21, Lisboa, Paço dos Tabeliães – Escreve e valida o contrato de fornecimento ao rei, por João Cabeças, de oito tagaras de couro (AML-AH, Livro I de Místicos, doc. 18).
  • 1437, Junho, 21, Lisboa, Paço dos Tabeliães – Escreve e valida o contrato de fornecimento ao rei, por Afonso Anes, de cinco tagaras de couro (AML-AH, Livro I de Místicos, doc. 19).
  • 1437, Junho, 21, Lisboa, Paço dos Tabeliães – Escreve e valida o contrato de fornecimento ao rei, por João Vasques, de cinco tagaras de couro (AML-AH, Livro I de Místicos, doc. 20).
Língua: Português


pesquisa
 
AGENDA