Notícias

 

CADERNOS DO ARQUIVO MUNICIPAL

Data: 2020-12-10


Lançamento on-line: 14 dezembro 17h00

Edição Especial Comemorativa dos 200 anos da Revolução Liberal

A REVOLUÇÃO LIBERAL E A MONARQUIA CONSTITUCIONAL (1820-1910)

No ano em que se assinala o bicentenário da Revolução Liberal, o Arquivo Municipal de Lisboa vai lançar na próxima segunda-feira, dia 14 de dezembro, entre as 17h00 e as 18h00, uma edição especial da revista digital Cadernos do Arquivo Municipal dedicada ao tema "A Revolução Liberal e a Monarquia Constitucional (1820-1910)”. Esta edição contou com a coordenação do professor doutor José Louzada Subtil, da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL), que a irá apresentar numa conferência on-line, emitida através do youtube.

"Mas o que significará, para o caso português, evocar os 200 anos da revolução de 1820? Assinalar um momento de rutura política, único e criativo, no sentido de fundador, que terá dado origem ao modelo da sociedade moderna? Ou significará sinalizar um momento de fecho de um processo cumulativo de «revoluções» anteriores? «Revoluções» no sentido de mudanças políticas, sociais e culturais que alteraram o modo de funcionamento do sistema político, as práticas de regulação social, o ambiente culto-mental e as relações de poder.”

A resposta a estas perguntas poderá ser encontrada nesta edição especial dos Cadernos do Arquivo Municipal, na qual se publica um conjunto de estudos com diversos alcances, sob diferentes perspetivas e matizes, que refletem alguma da investigação que tem vindo a ser realizada sobre o período liberal nos mais diversos campos, político, institucional, social, cultural, da saúde e da justiça, num tempo de complexas e significativas mudanças para o país.

Neste número será também divulgada uma parte significativa de documentação do Arquivo Municipal de Lisboa correspondente a este período, pertencente à Chancelaria da Cidade e à Chancelaria Régia, e que foi objeto nos últimos dois anos, de um trabalho de pesquisa, tratamento documental e digitalização. O resultado deste trabalho será apresentado posteriormente, num catálogo temático em suporte digital que ficará disponível em breve no nosso site.

O conteúdo desta edição resultou ainda numa versão impressa, com uma tiragem simbólica de 200 exemplares, patrocinada pela UAL, a ser distribuída gratuitamente por centros de investigação e bibliotecas de todo o país.

O lançamento será realizado com a apresentação da conferência "As revoluções entre o Antigo Regime e o Liberalismo” por José Louzada Subtil. Nela participarão ainda Helena Neves (Chefe de Divisão do Arquivo Municipal Lisboa) e José Guilherme Victorino (Universidade Autónoma de Lisboa).

Os artigos publicados na primeira parte desta edição comemorativa (número 14 - Vol. I, já disponível on-line) são:

· Um olhar caleidoscópico sobre a Revolução de 1820 e as suas consequência, de José Subtil

· Estado de Polícia, Revolução e Estado Liberal (1760-1865): "Em homenagem a António Manuel Hespanha”, José Subtil

· Parlamento, Governo e produção legislativa na primeira fase da Regeneração. Normas legais e práticas políticas (1851-1865), António Pedro Manique

· O "Arquivo Moderno do Ultramar”: herança administrativa da Revolução Liberal (1833-1910), Sónia Pereira Henrique

· José Joaquim Vieira Godinho (1728-1804): um natural das Minas Gerais na Universidade de Coimbra. Contributos para uma biografia, Nara Maria de Paula Tinoco

· Dos "bons tempos” à "última era dos mártires”: as petições de Alexandre Herculano em favor dos frades e das freiras, Eduardo Soczek Mendes

· Junta de Inspecção de Providências Contra a Peste: contributos para o estudo da administração da Saúde nas comarcas portuguesas no início do século XIX, Sandra Cunha Pires

· A administração da justiça na Lisboa de 1820 a partir da documentação do Arquivo Municipal, Nuno Camarinhas

· Revolução de 1820: um ideal amadurecido na adversidade (1820-ca. 1870), Manuel M. Cardoso Leal

· Documenta: divulgação de documentos à guarda do Arquivo Municipal de Lisboa. Neste número serão apresentados testemunhos evocativos de atos eleitorais da Revolução Liberal (1820-1822), da autoria de Adelaide Brochado.

· Recensões: apresentação de duas recensões, ao livro "A Academia Real das Ciências de Lisboa (1779-1834): ciências e hibridismo numa periferia europeia” de José Subtil, e às atas do Colóquio de História Militar sobre "O liberalismo e os militares em Portugal” de Luís Alves de Fraga.

Em janeiro, será disponibilizado on-line o volume II desta edição, correspondente ao número 15 da 2.ª série dos Cadernos do Arquivo Municipal.



pesquisa
 
AGENDA