Notícias

 

ENCERRAMENTO DO ARQUIVO DO ARCO DO CEGO

Data: 2021-09-29



Arco do Cego
A partir do mês de outubro, o pólo do Arquivo Municipal de Lisboa (AML), sito no Bairro do Arco do Cego, vai encerrar para se proceder à transferência do acervo documental lá existente para as outras instalações, libertando o edifício para outro tipo de ocupação municipal.

Foi no âmbito da competência que a Secretaria Geral da Câmara Municipal de Lisboa tinha, desde 1919, de gerir o Arquivo Administrativo, que, nas décadas de 30, 40 e 50 do século XX, o edifício, construído inicialmente para fins habitacionais, sofreu obras de adaptação para depósito/arquivo da documentação posterior a 1834 e do Notariado Municipal.

Sem nunca descurar a obrigação em dar apoio aos serviços autárquicos para a gestão camarária da cidade, quando solicitado, por aquela documentação passar a ser importante para os estudos científico e académico da urbanidade de Lisboa, este Arquivo do Arco do Cego, há muito assim designado, passou a ser considerado um importante centro de investigação.

Por fim, porque este arquivo foi formado não só pela documentação, mas, também, por pessoas, um reconhecimento às muitas que lá trabalharam e às que o frequentaram, como leitores/investigadores.

Lamentando o transtorno causado pela transferência da documentação, está prevista a sua disponibilização a partir de janeiro de 2022, nas instalações do Arquivo Municipal de Lisboa (pólo de Campolide).

Para saber mais sobre a história do Arquivo Municipal de Lisboa no Bairro do Arco do Cego, consulte na 1ª Série dos Cadernos do Arquivo Municipal:

TOJAL, Arménio – O Arquivo Municipal de Lisboa: Arco do Cego. Cadernos do Arquivo Municipal [Em linha]. Nº 3 (1999), p. 135-142. 

PEREIRA, Rui Pedro – As instalações do Arquivo Municipal no Arco Cego: evolução histórica e perspectivas futuras . Cadernos do Arquivo Municipal [Em linha]. Nº 8 (2005), p. 97-105. 





pesquisa
 
AGENDA