Perguntas Frequentes - Acervo

 
A documentação do Arquivo Municipal de Lisboa pode ser pesquisada através de um catálogo online, utilizando para o efeito uma expressão simples ou através de pesquisa para a pesquisa avançada.

Para além deste catálogo, o Arquivo desenvolveu e disponibiliza instrumentos de descrição documental adequados, para pesquisa e acesso à informação, adotando uma metodologia que obedece às normas internacionais de descrição de documentação de arquivo, designadamente, a ISAD (G). 

Para o efeito disponibiliza um guia de fundos, inventários e catálogos, com a descrição arquivística detalhada dos respetivos fundos documentais.

O Arquivo Municipal de Lisboa é um dos maiores e mais antigos arquivos do país, sendo detentor de um acervo documental bastante diversificado, desde o século XIII até à atualidade, constituído por fundos e coleções de documentação de natureza gráfica e textual, cartográfica e arquitetónica, fotográfica e videográfica, de grande importância para o estudo da cidade.

Consulte informação detalhada sobre o nosso acervo aqui
Conheça alguns dos arquivos institucionais à nossa guarda aqui.
Conheça alguns dos arquivos particulares à nossa guarda aqui.
Os documentos fotográficos mais antigos são três daguerreotipos com data provável de 1839-1855 e de autores não identificados: um retrato masculino, um retrato de família e um retrato feminino. O daguerreotipo foi o primeiro processo fotográfico que se tornou praticável e amplamente conhecido. Inventado por Daguerre, divulgado em 1839, foi utilizado em grande escala até finais da década de 1850, início de 1860, sobretudo em retrato. Cada daguerreótipo é uma imagem única, sem negativo.

O documento mais antigo é uma cópia do Foral de Lisboa de 1179, produzido entre 1186 e 1204, concedido à cidade por D. Afonso Henriques, assim como a sua confirmação por D. Sancho I e D. Afonso II.
As imagens mais antigas à nossa guarda são oriundas de duas bobines de formato 9,5mm do arquivo familiar de Maria Regina Caldeira,  datadas de 1927, e constituem cenas familiares e uma pesca do robalo.

Existem duas formas de acesso aos documentos do Arquivo:

1) De forma remota (online) para os documentos que se encontram disponíveis para consulta de forma livre;

2) De forma presencial, nas salas de leitura, consultando os documentos originais após formalização do pedido na Loja Lisboa.

Não encontra resposta às suas questões? Contacte-nos!

pesquisa
 
AGENDA